Notícias

Estacas teste são fixadas em Congonhas

23 09:06:06/07/2014

A Souza e Esmeraldino, empreiteira responsável pela construção da ponte sobre o Rio Congonhas, entre Tubarão e Jaguaruna, fixou ontem a segunda estaca teste que define a profundidade do terreno que vai receber as fundações da estrutura.  A partir de hoje, as 30 estacas definitivas em cada margem começam a ser fixadas no solo.

Depois de mais de um mês da assinatura da ordem de serviço, a evolução da obra deveria apresentar alguma estrutura física, mas o visual apresenta quase nada de novidades. A empreiteira argumentou que o tempo chuvoso durante duas semanas impediu a produção dos operários, mas uma questão técnica também ajudou no atraso.
De acordo com o engenheiro civil Fábio Barrios, a projeção inicial era de uma profundidade das estacas. Os testes demonstraram que a profundidade exigida era maior, o que alterou um pouco o cronograma de trabalho e questões burocráticas.
“Como não conseguimos deslocar o bate-estacas do lado de Jaguaruna para a margem de Tubarão, tivemos de providenciar outro equipamento. Já fixamos a estaca teste e agora vamos providenciar as estacas definitivas”, explica.
A previsão é de que a construção da ponte deva durar seis meses. O local está intransitável desde o dia 1º de janeiro, quando parte da estrutura de sustentação do antigo pontilhão de madeira cedeu. Dias depois, os prefeitos de Tubarão e Jaguaruna decidiram pela demolição total e preparação de um novo projeto. A obra terá um custo de R$ 1.500.000,00.

 

Diário do Sul

Fotos


Outras Notícias