Campanha da ACAERT contra fake news da covid chega à centésima postagem

Licitação para projeto de ponte será lançada em Laguna
14 de agosto de 2020
Covid-19: cientistas identificam a ordem dos sintomas da doença
14 de agosto de 2020

A Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão – ACAERT completou ontem, 13, a marca de 100 postagens sobre fake news da covid-19. Desde o início da pandemia, a entidade vem publicando regularmente cards que desmentem ou confirmam textos, vídeos, áudios veiculados principalmente nas redes sociais.

As informações são checadas em vários sites que já realizam esse serviço, como o G1 e Agência Lupa, além de sites oficiais, tais como Ministério da Saúde, Secretaria de Estado da Saúde, Governo de Santa Catarina, entre outros.

“A credibilidade do Rádio e da TV embasa a campanha da entidade, que assumiu sua responsabilidade neste momento difícil para todos. Entendemos que a checagem de notícias falsas pode salvar vidas”, destaca o presidente da ACAERT, Silvano Silva. Para dimensionar a iniciativa da associação, o serviço “Fato ou Fake”, do G1, publicou 300 posts de março até o início de agosto.

A campanha foi desenvolvida para que as emissoras associadas de rádio e televisão pudessem agregar as marcas ao material. A adesão foi importante porque ampliou o impacto da mobilização nos sites e redes sociais da ACAERT e das emissoras associadas.

Os posts tiveram como mote o slogan da campanha que a entidade já havia criada em anos anteriores contra fake news: “Não pague o pato, confie em quem apura o fato – Os veículos essenciais, Rádio e Televisão, são suas fontes confiáveis”.

Fonte: Acaert

Posts Relacionados

Guilherme
Guilherme
Comunicador e Produtor do Programa Hora H e H News.

Os comentários estão encerrados.