Facebook facilita transferência de fotos e vídeos para o Dropbox

Coronavírus em SC: Polícia Militar ultrapassa 200 mil fiscalizações no trabalho de combate à Covid-19
3 de setembro de 2020
Pela primeira vez, cientistas acham microplástico em órgãos humanos
3 de setembro de 2020

O Facebook anunciou nesta quinta-feira (3) um novo recurso de portabilidade de dados, ampliando uma iniciativa que permite transferir suas fotos para outros serviços sem dificuldades. A partir de agora, usuários poderão transferir o conteúdo de suas contas para o Dropbox e o Koofr.

O anúncio é parte do Projeto de Transferência de Dados (DTP), iniciado em 2018 com participação de grandes empresas de tecnologia como o próprio Facebook, Google, Microsoft, Apple e Twitter com o objetivo de facilitar a interoperabilidade dos serviços.

Do lado do Facebook, a rede social já permitia a transferência de imagens e vídeos de um usuário diretamente para sua conta no Google Fotos. O recurso teve sua origem ainda no ano passado, mas só chegou ao Brasil em fevereiro de 2020. Agora, a rede social ganha compatibilidade com dois outros serviços de armazenamento em nuvem.

O projeto utiliza tecnologia aberta, de forma que outras empresas também podem se unir à iniciativa para permitir portabilidade de dados. Com isso, o Facebook espera que outras empresas adaptem seus serviços para fazer parte do DTP.

A iniciativa DTP vem na esteira de novas regulamentações que exigem que o usuário tenha mais controle sobre seus dados, o que inclui a possibilidade de movê-los de um lugar para outro. As plataformas normalmente já permitem a realização de download dessas informações para seu próprio computador, mas transferir o conteúdo para outro serviço não era uma tarefa tão simples.

Os criadores do DTP defendem o projeto por três questões principais. A primeira delas tem a ver com a conexão dos usuários da internet, especialmente se eles utilizam uma franquia limitada de dados, já que baixar o conteúdo para fazer seu upload novamente pode ser caro e demorado. Além disso, eles ressaltam que muitas vezes os formatos são incompatíveis entre diferentes serviços, e pode ser difícil para um usuário descobrir onde ele pode armazenar as informações que baixou.

Fonte: https://olhardigital.com.br/

Posts Relacionados

Guilherme
Guilherme
Comunicador e Produtor do Programa Hora H e H News.

Os comentários estão encerrados.