Posse de Bolsonaro pode levar 500 mil à Esplanada dos Ministérios

Mais Médicos: 10 mil profissionais formados no exterior se inscreveram no programa
19 de dezembro de 2018
Governador eleito de SC é diplomado
19 de dezembro de 2018

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal estima a presença de até 500 mil pessoas na cerimônia de posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), em 1º de janeiro de 2019, em Brasília. Segundo o G1, o esquema de segurança começa no dia 29 de dezembro e se estende até o dia 2 de janeiro.

A operação terá ações conjuntas de órgãos federais e distritais. Exército, Polícia Federal, Secretaria da Segurança Pública, polícias militar e civil, Corpo de Bombeiros e Detran farão um trabalho integrado. A região da Esplanada dos Ministérios será monitorada – inclusive por meio de câmeras.

A Polícia Militar vai mobilizar cerca de 2,6 mil homens para trabalhar na região central da capital. Outros 350 militares do Corpo de Bombeiros e 36 agentes do Detran também irão atuar na operação.

O governo federal prevê que Bolsonaro percorra o trajeto de 1,5 km, da Catedral Metropolitana de Brasília até o Congresso Nacional. De lá, o presidente eleito seguirá para o Palácio do Planalto e, depois, participa de um coquetel no Itamaraty.

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Sérgio Etchegoyen, disse que ainda não está definido se Bolsonaro fará o tradicional desfile em carro aberto. Etchegoyen lembrou que Bolsonaro será o primeiro presidente a ser empossado que já sofreu uma tentativa de assassinato. A condição, segundo ele, exige “cautela”, mas que o efetivo de segurança disponível para a cerimônia é “suficiente” para garantir a ordem no dia da posse.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta