Príncipe Harry e Meghan Markle recusam título nobre para os filhos

Mayra Cardi celebra 3 anos da filha ao lado de Arthur Aguiar
19 de outubro de 2021
Namorada do cantor Fiuk se declara para ele em seu aniversário
26 de outubro de 2021

O biógrafo real Andrew Morton revelou à nova edição da revista Us Weekly que Meghan Markle e o Príncipe Harry teriam recusado um título nobre para seu filho Archie, quando o menino nasceu.

Embora a imprensa inglesa afirma que Meghan queria que o filho recebesse o título de Príncipe como seus primos diretos, George, Charlotte e Louis, e ao saber que ele não teria esse reconhecimento, declinou qualquer outro título real.

Agora Morton afirma que os Duques de Sussex se recusaram a aceitar um título para Archie com medo do menino ser ‘ridicularizado’ na escola.

“Archie poderia ter ficado com o título de Conde de Dumbarton, que é um título honorário, mas Harry e Meghan decidiram contra isso porque sentiram que a palavra ‘burro’ (dumb, em inglês) na palavra ‘Dumbarton’ poderia ser alvo de bullying quando Archie for para a escola.”

Também foi dito que Meghan e Harry deixaram ‘perfeitamente claro’ que não queriam que o menino de 2 anos tivesse um título, porém justificaram que gostariam que Archie fosse quem decidisse isso quando fosse mais velho.

Andrew Morton está promovendo seu novo livro chamado “Meghan e o Desmascaramento da Monarquia: Uma Princesa de Hollywood”.

Harry e Meghan deram as boas-vindas a Archie em maio de 2019 e o menino não recebeu nenhum título. Na época o Palácio de Buckingham esclareceu:

“Sob o protocolo real estabelecido pelo Rei George V, apenas aqueles na linha direta de sucessão ao trono recebem os títulos de príncipe ou princesa.”

Thomas Markle, pai de Meghan Markle, voltou a falar sobre a filha e o Príncipe Harry, em uma nova entrevista à televisão inglesa esta semana. Ele relembrou que não fala com a filha, a duquesa de Sussex, desde seu casamento em maio de 2018.

Conversando com o programa Good Morning Britain, Thomas disse: “Eu não sei o que mudou nela. Ela nunca foi assim e assim que ficou com Harry, ela mudou (…) ela meio que ignorou os dois lados da família, e eu não entendo o motivo… Estamos em um ponto onde, pelo menos eu acho, que devemos amadurecer, conversar, fazer as pazes, pelo bem das crianças que estão aí e por nós mesmos. Isso é ridículo, está acontecendo há quase quatro anos – é uma loucura”, comentou o homem.

E Thomas disse que sua filha deu a ele um ultimato para cortar contato com seus meio-irmãos, Samantha e Thomas Jr.

Ele disse: “Tiveram algumas razões pelas quais ela ficou brava comigo, e uma delas foi que ela achou que eu dava mais atenção ao irmão e a irmã dela – os meio-irmãos dela – e ela queria que eu parasse de falar com eles, mas eu não podia”, revelou.

Embora Meghan e Harry – que têm os filhos Archie, de dois anos, e Lili, de quatro meses – estejam morando na Califórnia, Thomas não arrisca se aproximar deles, por medo de ser considerado um ‘stalker’.

Perguntado pela apresentadora Susanna Reid quando foi a última vez que ele tentou entrar em contato com a filha, Thomas Markle respondeu:

“Acho que há um mês. Eu realmente não vou para Montecito, porque vão me chamar de stalker, então não faço muito isso. Mas a minha mensagem para as crianças é que eles têm duas famílias que os amam, e que a bisavó deles é a Rainha da Inglaterra, e acho que é importante que eles conheçam a família. É importante que eles saibam que têm duas famílias, e eventualmente eles vão crescer e vão querer saber mais sobre sua família, então veremos o que vai acontecer”.

Fonte: Ofuxico

Posts Relacionados

Os comentários estão encerrados.